Não triunfou a única equipa que quis vencer…

Não triunfou a única equipa que quis vencer…

Naquela que foi a primeira partida de um ciclo de jogos determinantes, o FC Vizela não conseguiu dar expressão à sua maior vontade que era vencer.

O Olhanense entrou em campo com “pé e meio” no Campeonato de Portugal e chegou ao final da partida matematicamente despromovido, isto apesar de algumas celebrações dos seus atletas, que causaram particular estranheza. Mas já lá vamos…

O FC Vizela entrou bem no jogo e a criar condições favoráveis para poder inaugurar o marcador desde cedo.

Aos 12’, Luís Ferraz rematou ligeiramente por cima do travessão, na cobrança de um livre direto. Dois minutos mais tarde, ficou clara sensação de que Prince foi carregado à margem das leis no interior da grande área. Anzhony Rodrigues nada assinalou.

Até que, aos 20’, o mesmo Prince voltou a evidenciar-se, pois esteve na génese do golo dos vizelenses. O nigeriano resgatou uma bola no corredor esquerdo e assistiu Tiago Ronaldo que, à segunda tentativa, conseguiu bater Rodolfo com êxito.

Confortável no controlo do desafio, o FC Vizela esteve mais perto de elevar a contagem através de Elízio, aos 34’. O lateral-esquerdo apareceu muito bem ao segundo poste para desviar de cabeça um cruzamento de Luís Ferraz, no seguimento de um canto.

Nos instantes finais do primeiro tempo, o Olhanense mostrou algum atrevimento e, aos 37’, Gerevini, na execução de um livre lateral, tentou surpreender Pedro Albergaria.

Em cima do intervalo, esse atrevimento trouxe problemas ao FC Vizela, na medida em que, num pontapé de ressaca após canto, Gerevini rematou colocado para o empate.

Este golo acabou por ser o pior que podia acontecer à turma vizelense nesta partida, já que o adversário pura e simplesmente estragou o espetáculo.

Apesar de uma entrada mais determinada, o segundo golo não surgiu nos minutos iniciais da etapa complementar e Carlos Cunha apostou tudo no ataque, alargando a dianteira da sua equipa.

Aos 62’, uma entrada grosseira de Tiago Duque sobre Felipe Augusto deixou os algarvios reduzidos a 10 unidades, mas nem essa circunstância foi favorável aos azuis e brancos.

Pouco depois, Pedro Albergaria efetuou uma soberba defesa, travando o cabeceamento de Coubronne, na sequência de um pontapé de canto.

Os nervos e as constantes quebras de ritmo motivadas por um Olhanense que nada quis com o jogo (muito menos dignificá-lo) foram então a nota dominante do desafio.

Ainda assim, Luís Ferraz, de fora da área, rematou com estrondo à barra (75’), e João Vieira, de cabeça, obrigou Rodolfo a defesa muito apertada (82’).

Apesar da forte insistência dos vizelenses, o certo é que o “crime compensou”. A única equipa satisfeita com o resultado acabou por ser aquela que optou por comportamentos antidesportivos, os quais vieram a precipitar alguns ânimos mais exaltados dentro e fora das quatro linhas, logo após o apito final.

De qualquer forma, o FC Vizela continua com tudo em aberto para poder atingir a permanência. No próximo domingo, dia 23 de Abril, pelas 16:00 horas, o adversário será o Fafe, prevendo-se mais um jogo difícil e de fortes emoções.

FICHA DE JOGO | FC Vizela 1-1 Olhanense

Data: 15/04/2016 (16:00 horas)

Local: Estádio do FC Vizela (Vizela)

Assistência: 933 espectadores

Árbitro: Anzhony Rodrigues (AF Madeira)

Auxiliares: André Dias e Valdemar Maia

4º Árbitro: Pedro Ribeiro

FC Vizela: Pedro Albergaria; Dani Coelho, João Cunha, João Sousa e Elízio; Tiago Martins (Felipe Augusto, 58’), Tiago Ronaldo e Luís Ferraz (C); Magique (Kukula, 45’), Carlos Fortes (João Vieira, 58’) e Prince.

Suplentes não utilizados: Paulo Ribeiro, João Pedro, Helinho e Dani Soares.

Treinador: Carlos Cunha

Olhanense: Rodolfo; Coubronne (C), Pedro Eira, Gerevini e Tiago Duque; Sori Mané, Kiki (Hélder Cabral, 65’) e Edgar Abreu; Jorge González (Salim Cissé, 42’), Jorman Aguilar e Aldaír (Virga, 85’).

Suplentes não utilizados: Skowron, Ademola, Carlos Freitas e Nabil Jaadi.

Treinador: Bruno Saraiva

Golos: Tiago Ronaldo (20’) e Gerevini (45’).

Cartões Amarelos: Pedro Eira (33’), Dani Coelho (57’), Rodolfo (62’), Edgar Abreu (67’), Tiago Ronaldo (68’), Luís Ferraz (70’) e Sori Mané (73’).

Cartão Vermelho: Tiago Duque (62’).

LEDMAN LIGAPRO | RESULTADOS RONDA 36 (15 Abril)

Leixões 2-1 Académica de Coimbra

Varzim 0-1 FC Porto ‘B’

Gil Vicente 2-0 Vitória de Guimarães ‘B’

Sporting ‘B’ 2-0 União da Madeira

Freamunde 1-0 Santa Clara

Sporting de Braga ‘B’ 2-1 Portimonense

FC Vizela 1-1 Olhanense

Académico de Viseu 1-2 Penafiel

Desportivo das Aves 2-1 Sporting da Covilhã

Benfica ‘B’ 2-0 Famalicão

Cova da Piedade 3-1 Fafe

LEDMAN LIGAPRO | QUADRO RONDA 37 (19 Abril)

União da Madeira 1-1 FC Vizela

FC Porto ‘B’ x Gil Vicente

Vitória de Guimarães ‘B’ x Varzim

Penafiel x Sporting ‘B’

Famalicão x Cova da Piedade

Sporting da Covilhã x Académico de Viseu

Olhanense x Sporting de Braga ‘B’

Portimonense x Desportivo das Aves

Fafe x Benfica ‘B’

Académica de Coimbra x Freamunde

Santa Clara x Leixões

LEDMAN LIGAPRO | QUADRO RONDA 38 (23 Abril)

Académico de Viseu x Portimonense

Gil Vicente x Cova da Piedade

Leixões x Olhanense

Santa Clara x União da Madeira

Freamunde x Penafiel

Benfica ‘B’ x FC Porto ‘B’

Varzim x Sporting da Covilhã

FC Vizela x Fafe

Sporting ‘B’ x Vitória de Guimarães ‘B’

Desportivo das Aves x Famalicão

Sporting de Braga ‘B’ x Académica de Coimbra