Segundo golo não apareceu e o final voltou a ser inglório…

Segundo golo não apareceu e o final voltou a ser inglório…

Naquele que foi o último jogo em casa esta época, o FC Vizela não conseguiu evitar a despromoção ao Campeonato de Portugal, após empate com o Freamunde (1-1).

Numa partida que foi praticamente o espelho de uma temporada, na qual a “estrelinha da sorte” pouco ou nada quis com a equipa, os vizelenses estiveram a vencer durante muito tempo, mas sofreram novo rude golpe em cima dos 90’…

A consciência de que se tratava da derradeira hipótese para o FC Vizela era partilhada por todos os presentes. No entanto, os adeptos demonstraram mais uma vez fidelidade com uma presença massiva, apesar do contexto deveras complicado.

O conjunto de Carlos Cunha entrou bem no encontro, impondo a sua vontade e controlando autenticamente as operações.

Logo aos 7’, André Pinto, relançado na titularidade, teve o golo nos pés, após ser servido por João Vieira, mas a bola não levou a direção desejada.

Em cima do quarto de hora, Felipe Augusto surgiu fulgurante na cara de Marco Pereira, no entanto, permitiu-lhe a defesa. Mais uma excelente hipótese de golo gorada…

Pelo meio, o Freamunde teve também uma boa situação em plena área por Diogo Ramos, a passe do veterano Diogo Valente.

A cadência de ataques por parte do FC Vizela prenunciava a abertura do marcador. Aos 24’, Felipe Augusto acreditou, foi à linha cruzar e João Vieira chegou um tudo nada atrasado para o toque final.

Em seguida, Felipe Augusto voltou a criar problemas ao adversário, acabando derrubado por Eridson no interior da área.

Luís Ferraz, chamado à conversão do castigo máximo, aos 27’, permitiu a defesa de Marco Pereira e, na recarga, João Vieira também não foi feliz.

Este momento criou ali alguma instabilidade emocional numa equipa tão massacrada pelo aspeto psicológico, daí que, aos 29’, Pedro Albergaria tenha evitado o golo a Jorge Vilela com uma enorme intervenção.

Muito perto do intervalo, Luís Ferraz cobrou um livre na direita e Miguel Oliveira surgiu fulgurante no cabeceamento, não dando qualquer hipótese de defesa a Marco Pereira. Estava feito o mais difícil, que era marcar e ir para o descanso na frente.

Para o segundo tempo, a missão do FC Vizela passava naturalmente por chegar ao segundo golo. Logo aos 50’, Homero esteve muito bem a lançar Felipe Augusto na direita, porém o atacante brasileiro não conseguiu rematar nas melhores condições.

Mais fortes a contruir jogo, os vizelenses continuaram por cima do adversário e nova situação clamorosa seria desperdiçada aos 77’. Carlos Fortes já estava em campo quando lançou Felipe Augusto que, apesar de ultrapassar um adversário e ficar só com Marco Pereira pela frente, já não teve forças para chegar ao esférico.

Entretanto, aos 79’, o Freamunde dispôs da sua segunda oportunidade no jogo com o gigante Yero a cabecear com muito perigo por cima da barra.

Carlos Cunha queria mais e lançou Prince com o nigeriano a protagonizar um grande remate na passada aos 84’.

Este sucessivo adiamento do golo da tranquilidade transformou-se numa ansiedade tremenda que praticamente retirou todo o fulgor à equipa nos instantes finais.

Seria nessa altura (89’) que Paulo Grilo, após pontapé de canto, iria rematar colocado, empatando a partida, acabando de vez com a esperança na permanência.

Um final inglório, tantas vezes visto durante a temporada, que não deixou ninguém indiferente, precisamente um ano após a grande alegria da subida.

No próximo fim-de-semana, o FC Vizela fecha a sua participação nas provas profissionais na Póvoa de Varzim, ironicamente no estádio onde, em 2009, realizou o último jogo no segundo escalão do futebol nacional.

FICHA DE JOGO | FC Vizela 1-1 Freamunde

Data: 14/05/2017 (16:00 horas)
Local: Estádio do FC Vizela (Vizela)
Assistência: 905 espectadores

Árbitro: Nuno Almeida (AF Algarve)
Auxiliares: Paulo Ramos e Venâncio Tomé
4º Árbitro: Nuno Alvo

FC Vizela: Pedro Albergaria; João Pedro, Miguel Oliveira, João Cunha e Koffi Franck; Alex Porto, André Pinto (Tiago Martins, 66’) e Luís Ferraz (C); Felipe Augusto, João Vieira (Carlos Fortes, 56’) e Homero (Prince, 78’).
Suplentes não utilizados: Paulo Ribeiro, Elízio, Kukula e Helinho.
Treinador: Carlos Cunha

Freamunde: Marco Pereira; Luís Carlos, Eridson, Luís Pedro (C) e Rui Raínho; Jorge Vilela (Fábio Vieira, 45’), Rui Sampaio e Paulo Grilo; Diogo Ramos (Hassan Mochine, 60’), Yero e Diogo Valente (Fausto, 66’).
Suplentes não utilizados: Dany, Huguinho, Leandro Albano e Steve Ekedi.
Treinador: Daniel Barbosa

Golos: Miguel Oliveira (41’) e Paulo Grilo (89’).
Cartões Amarelos: Jorge Vilela (20’), Eridson (26’), Homero (56’), Carlos Fortes (60’) e Hassan Mochine (82’).

LEDMAN LIGAPRO | RESULTADOS RONDA 41 (14 Maio)

Cova da Piedade 1-3 Desportivo das Aves
FC Porto ‘B’ 1-0 Vitória de Guimarães ‘B’
Portimonense 3-2 Olhanense
Sporting da Covilhã 1-1 Santa Clara
Famalicão 2-1 Académico de Viseu
Fafe 2-1 Varzim
FC Vizela 1-1 Freamunde
União da Madeira 5-1 Gil Vicente
Penafiel 0-0 Leixões
Benfica ‘B’ 1-4 Sporting de Braga ‘B’
Sporting ‘B’ 1-2 Académica de Coimbra

LEDMAN LIGAPRO | QUADRO RONDA 42 (21 Maio)

Sporting de Braga ‘B’ x Sporting ‘B’
Leixões x União da Madeira
Olhanense x Penafiel
Varzim x FC Vizela
Desportivo das Aves x Fafe
Académica de Coimbra x FC Porto ‘B’
Freamunde x Sporting da Covilhã
Gil Vicente x Famalicão
Académico de Viseu x Cova da Piedade
Santa Clara x Portimonense
Vitória de Guimarães ‘B’ x Benfica ‘B’

LEDMAN LIGAPRO | CLASSIFICAÇÃO GERAL

1º Portimonense (80 pontos)
2º Desportivo das Aves (78 pontos)
3º Benfica ‘B’ (63 pontos)
4º Penafiel (63 pontos)
5º Sporting de Braga ‘B’ (61 pontos)
6º Varzim (61 pontos)
7º União da Madeira (61 pontos)
8º Santa Clara (60 pontos)
9º FC Porto ‘B’ (60 pontos)
10º Académica de Coimbra (59 pontos)
11º Sporting da Covilhã (59 pontos)
12º Vitória de Guimarães ‘B’ (57 pontos)
13º Gil Vicente (56 pontos)
14º Sporting ‘B’ (54 pontos)
15º Cova da Piedade (52 pontos)
16º Académico de Viseu (51 pontos)
17º Famalicão (50 pontos)
18º Leixões (46 pontos)
19º Fafe (45 pontos)
20º FC Vizela (43 pontos)
21º Freamunde (40 pontos)
22º Olhanense (25 pontos)