Vizelenses somaram segundo triunfo

Vizelenses somaram segundo triunfo

Uma tarde solarenga atraiu adeptos em bom número ao estádio para assistirem à estreia do FC Vizela em jogos oficiais na sua “casa-forte”.

Pela frente esteve a AD Oliveirense, orientada por Emanuel Simões, e na qual atuam jogadores com passado no clube vizelense, casos de Paulo Ribeiro, Apolo e Bruno Fernandes.

Carlos Cunha, que promoveu duas alterações no seu esquema inicial, comparativamente ao jogo de Bragança, com as inclusões de João Pedro e Panin, viu a sua equipa entrar bem, procurando desde o primeiro apito encostar o adversário ao seu último reduto.

Aos 16’, Panin e João Pedro fabricaram uma boa hipótese para Correia que, após dominar bem, rematou à meia volta ligeiramente ao lado da baliza de Paulo Ribeiro.

Pouco depois, João Oliveira também testou o seu remate, numa insistência do ataque vizelense, com a bola a sair muito perto do poste.

Praticamente sobre a meia hora de jogo, Zé Valente tirou tinta ao poste na cobrança de um livre frontal, resultante de uma falta sobre Panin, que o deixou em mau estado.

De resto, o atacante ganês, bastante ativo no encontro até esse lance, não conseguiu manter-se em jogo, sendo substituído por Felipe Augusto, aos 32’.

O FC Vizela chegaria à vantagem ainda antes do intervalo. No seguimento de um livre lateral, batido por André Pinto, Gil Barros agarrou Miguel Oliveira dentro da grande área, impedindo-o de disputar o lance e motivando a pronta marcação do castigo máximo. Zé Valente converteu a grande penalidade com êxito e somou o seu segundo golo em outros tantos jogos.

Na segunda parte, a turma vizelense entrou disposta a garantir uma vantagem mais agradável e deu esse sinal por Correia. Aos 50’, o avançado obrigou Paulo Ribeiro a defesa incompleta.

Contudo, a AD Oliveirense deu bastante luta neste período, embora tenha visto Felipe Augusto, bem desmarcado por Zé Valente, desperdiçar o segundo dos azuis e brancos, aos 57’.

O cronómetro marcava uma hora de jogo quando a turma forasteira alcançou o empate. Pedro Albergaria não conseguiu segurar um cruzamento da esquerda e Caleb apareceu fulgurante a fazer a recarga para o fundo das redes.

Aos 74’, Carlos Fortes foi solução vinda do banco para desbravar caminho pelo lado esquerdo, antes de servir Correia na perfeição para que este pudesse colocar o FC Vizela de novo na frente do marcador. Boa jogada com finalização a preceito.

Sobre os 90’, susto para a formação de Carlos Cunha. Na cobrança de um livre frontal, Gil Barros atirou a rasar o poste, naquela que seria a derradeira situação de perigo no desafio.

Este triunfo, justo e valorizado pela resposta do adversário, permitiu ao FC Vizela manter-se no topo da tabela classificativa, agora com 6 pontos, tal como S. Martinho e Mirandela.

O campeonato dará agora lugar à Taça de Portugal com o FC Vizela a jogar novamente diante da sua massa associativa, no próximo domingo, dia 03 de Setembro.

O Mondinense, precisamente um dos adversários dos azuis e brancos na Série A do Campeonato de Portugal, é o opositor da 1ª eliminatória e a partida está agendada para as 17:00 horas.

 

FICHA DE JOGO

Local: Estádio do FC Vizela

Árbitro: João Sousa (AF Bragança)

Assistentes: Hugo Santos e Ivo Melo

FC VIZELA: Pedro Albergaria; João Pedro (C), Miguel Oliveira, João Cunha e Amian; Evrard, André Pinto (Mércio, 55’) e João Oliveira (Carlos Fortes, 64’); Zé Valente, Correia e Panin (Felipe Augusto, 32’).

Suplentes não utilizados: Rafa, João Paredes, Gabi e Joni.

Treinador: Carlos Cunha

AD OLIVEIRENSE: Paulo Ribeiro; Paulinho, Ricardo Carvalho, Edgar e Gil Barros; Apolo, Rúben Teixeira (Fábio Zola, 77’) e Aldaír (Júlio Sambú, 61’); Caleb (Fabinho, 88’), Tiago Silva e Bruno Fernandes.

Suplentes não utilizados: Koray, Ricardo Ribeiro, Aílton e Ítalo.

Golos: Zé Valente (37’, g. p.), Caleb (60’) e Correia (74’).

Cartões Amarelos: Paulinho (25’), Zé Valente (51’), João Oliveira (54’), Rúben Teixeira (67’), Evrard (78’) e Miguel Oliveira (89’).