Novo triunfo colocou FC Vizela isolado no 1.º lugar

Novo triunfo colocou FC Vizela isolado no 1.º lugar

Na receção à boa equipa do Pedras Salgadas, o FC Vizela venceu este domingo por 1-0, graças a um tento madrugador do inevitável João Paredes, e isolou-se no primeiro posto.

Depois de um embate bastante difícil em S. Martinho, sabia-se que dificuldades não iriam faltar ao conjunto de Carlos Cunha, atendendo ao percurso positivo do adversário, que reúne nos seus quadros nomes bem conhecidos de outras lutas (antigos jogadores de Fafe e Felgueiras).

A entrada dos vizelenses no desafio não poderia ser mais proveitosa. De extremo para extremo, Cann variou o jogo para Zé Valente, descaído sobre o lado direito, e este assistiu o colega João Paredes para os primeiros festejos dos azuis e brancos logo aos 5’.

Sempre com o goleador do FC Vizela pronto a intervir, aos 8’, o segundo tento ficou perto de acontecer. João Paredes, a passe de Mércio, obrigou Cajó a defender a dois tempos.

Ao contrário de outros adversários que passaram pelo Estádio do FC Vizela esta época, o Pedras Salgadas procurou beneficiar o espetáculo com futebol positivo. Fruto disso, o público presente assistiu a um jogo aberto durante vários períodos, isto apesar do forte calor que se fez sentir.

Ainda nem sequer se tinha atingido o quarto de hora inicial e já os vizelenses passavam por enorme susto. Pedro Albergaria, num primeiro momento, e João Cunha, num segundo, revelaram-se cruciais, evitando o golo do empate por João Nogueira e Hélder Mota, respetivamente.

O FC Vizela voltaria a criar perigo sobre a meia hora de jogo. Cajó aplicou-se para anular aquela que poderia ser a melhor consequência de uma excelente combinação entre Cann e João Pedro.

Mais tarde, aos 39’, a categoria de Mércio esteve novamente em evidência numa jogada em que desmarcou Joni, mas André Silva intercetou o remate do médio em plena área.

Praticamente em cima do descanso, João Paredes voltou a ameaçar as redes contrárias, numa boa resposta de cabeça ao cruzamento bem medido de Nera.

No segundo tempo, os efeitos da temperatura anormal para a época do ano fizeram-se sentir mais e a intensidade de jogo, que proporcionou uma agradável primeira parte, quebrou um pouco.

Em desvantagem, o Pedras Salgadas mostrou que não queria sair de Vizela sem pontos e testou a atenção de Pedro Albergaria, logo nos minutos iniciais. Miguel Carreira, à entrada da área, deu trabalho ao guardião vizelense e, aos 53’, Pedro Silva atirou por cima, após livre.

Pouco depois, aos 57’, já com Felipe Augusto em campo (Zé Valente saiu lesionado), seria precisamente o extremo brasileiro a gerar nova ameaça à baliza transmontana. Felipe Augusto fintou dois adversários e deparou-se com a oposição de Cajó. Do canto correspondente, Joni efetuou o cruzamento para a área e Miguel Oliveira cabeceou ligeiramente ao lado.

Novamente num estilo de parada e resposta, que certamente agradava mais aos adeptos, mas que tornava a vantagem magra dos vizelenses num resultado nada confortável, Evrard foi gigante na tarefa defensiva ao efetuar soberano corte num remate de Miguel Lima, aos 60’.

O FC Vizela queria resolver de vez com o jogo e dispôs de duas situações na reta final do mesmo para poder satisfazer os seus intentos. Carlos Fortes, aos 78’ e 81’, obrigou Cajó a defender com dificuldade dois remates que levavam a direção correta.

Entretanto, o encontro encaminhou-se rapidamente para o seu término e os vizelenses puderam celebrar mais um triunfo, o quarto nesta dura maratona e o segundo consecutivo, com o aliciante extra de ter colocado a turma de Carlos Cunha isolada no 1.º lugar com 14 pontos.

Agora, o campeonato volta a sofrer mais uma interrupção no seu calendário para dar lugar à Taça de Portugal, prova na qual o FC Vizela tentará ultrapassar o Sintrense no próximo domingo para chegar à 4.ª eliminatória. Este duelo entre nortenhos e sulistas principiará às 15:00 horas.

 

FICHA DE JOGO

Local: Estádio do FC Vizela (Vizela)

Árbitro: João Matos (AF Viana do Castelo)

Assistentes: Jorge Rito e João Morte

FC VIZELA: Pedro Albergaria; João Pedro (C), Miguel Oliveira, João Cunha e Nera; Evrard, Mércio e Joni (João Oliveira, 64’); Zé Valente (Felipe Augusto, 51’), João Paredes (Carlos Fortes, 76’) e Cann.

Suplentes não utilizados: Rafa, André Pinto, Dani e Panin.

Treinador: Carlos Cunha

PEDRAS SALGADAS: Cajó; Rafa, André Silva, Carlos Mendes (Fábio Carvalho, 78’) e Miguel Carreira; Pedro Silva (Miguel Teixeira, 78’), Zé Lopes e João Nogueira; Hélder Mota, Miguel Lima e Lane Nhaga (Bruno Silva, 86’).

Suplentes não utilizados: Marcelo, Dani, Filipe Silva e Nuno Barreto.

Treinador: Ricardo Silva

Golo: João Paredes (5’).

Cartões Amarelos: Carlos Mendes (30’), João Paredes (40’), Mércio (42’), Zé Lopes (84’), Miguel Carreira (87’) e Pedro Albergaria (87’).