FC Vizela vence Arcos e reforça comando

FC Vizela vence Arcos e reforça comando

Ano novo, velhos hábitos. E que bons hábitos, diga-se! No regresso à competição três semanas depois, o FC Vizela venceu o Atlético dos Arcos por quatro bolas sem resposta.

Num relvado visualmente apelativo, mas algo escorregadio em função das recentes chuvas, a adaptação das equipas nos momentos iniciais do desafio não foi propriamente fácil.

Naturalmente mais dinâmicos na construção de jogo, os vizelenses tiraram as medidas à baliza de Cesteiro logo aos 10’. Panin recebeu um bom cruzamento de João Pedro e rematou em jeito, fazendo o esférico sair muito perto do poste.

Aos 13’, grande perdida para o FC Vizela. João Pedro esteve novamente ativo no seu corredor ao assistir Correia, que, em excelente posição na área, falhou o alvo por muito pouco.

O Atlético dos Arcos manifestou sempre uma postura que beneficiou o espetáculo, revelando até alguma audácia num ou noutro momento de aproximação à baliza de Pedro Albergaria.

Contudo, a diferença de forças traduzia-se num maior pendor ofensivo dos da casa que, aos 21’, viram Panin falhar a interceção final a passe de Correia, em mais uma boa jogada.

Até que, aos 25’, Carlos Fortes irrompeu pelas costas da defensiva arcuense e atirou a contar, concretizando da melhor maneira uma excelente assistência de André Pinto.

O segundo golo dos azuis e brancos esteve perto de acontecer pouco depois da meia hora de jogo, aos 32’. Ao seu estilo, Panin correu desde o meio-campo e, completamente isolado, rematou a rasar o poste, motivando inclusive sensação de golo nas bancadas.

A turma forasteira viveu o seu período mais atrevido nos últimos 10’ da primeira parte. Aí, aos 35’, Campinhos fez um desvio de cabeça por cima da trave, a cruzamento de Ivan Machado. Depois, foi Bonera quem tentou surpreender Pedro Albergaria, aos 41’. Ao intervalo, a vantagem tangencial do FC Vizela merecia, pelo menos, mais um golo.

No recomeço, o Atlético dos Arcos entrou novamente a querer dividir o jogo e teve nos pés de Campinhos um lance de algum perigo, aos 47’.

Os vizelenses voltaram então à carga, conscientes que aquela vantagem tinha tanto de saborosa como de perigosa. Gabi, de livre direto, rematou forte por cima (55’) e Joni atirou ao lado (59’).

O treinador Carlos Cunha refrescou a sua linha ofensiva, lançando Aziz e João Paredes. A dupla alteração representou então um problema maior para o Atlético dos Arcos.

Depois de algumas tentativas, João Paredes apareceu no sítio certo a finalizar um bom passe de Carlos Fortes, aos 73’. Conseguido o chamado tento da tranquilidade, o FC Vizela queria mais.

Aos 76’, Cesteiro voou para travar uma bela execução de Joni, num livre direto. Joni voltaria a tentar acertar no alvo três minutos depois, outra vez na sequência de um lance idêntico.

Na reta final do encontro, João Paredes antecipou-se bem a Cesteiro para entregar de bandeja o terceiro golo da sua equipa a Carlos Fortes, aos 81’.

O resultado ficaria estabelecido aos 87’. Carlos Fortes, no flanco esquerdo, descobriu Aziz e o ganês quase entrou pela baliza adentro. Mais um golo esta época para o jovem avançado numa tarde em grande para o possante “camisola 90”, que esteve envolvido nos 4 golos do jogo.

À entrada para o tempo de compensação, Paulo Amaral foi expulso numa questão de segundos, após ter visto um cartão amarelo, deixando o Atlético dos Arcos reduzido a 10 unidades.

E vão 11 triunfos consecutivos numa temporada que já está a ser histórica por esse motivo (e também pelo número de golos sofridos: apenas 4!).

A jornada 15, que assinalou o fecho da primeira volta, foi ainda mais saborosa em virtude do empate concedido pelo Vilaverdense, que permitiu dilatar a vantagem do líder para 10 pontos.

Segue-se novo jogo na cidade termal, desta vez perante o Bragança. O confronto com o 13.º classificado está marcado para as 15:00 horas de domingo, dia 14 de Janeiro.

 

FICHA DE JOGO

Local: Estádio do FC Vizela (Vizela)

Árbitro: Marco Pereira (AF Aveiro)

Assistentes: Jorge Silva e João Henriques

FC VIZELA: Pedro Albergaria; João Pedro (C) (Diogo Lamelas, 70’), Miguel Oliveira, João Cunha e Gabi; Evrard, André Pinto e Joni; Carlos Fortes, Correia (Aziz, 57’) e Panin (João Paredes, 57’).

Suplentes não utilizados: Rafa, Felipe Augusto, Márcio Ferrari e Dani.

Treinador: Carlos Cunha

ATLÉTICO DOS ARCOS: Cesteiro; Ângelo Rego, Tiago Letras, Hélder Feijó (C) e Pedro Rocha; Bonera (Paulo Amaral, 71’), Zé Nando e Licas Feijó (Patrick Cunha, 78’); Hugo Reis (Nélson Ventura, 71’), Campinhos e Ivan Machado.

Suplentes não utilizados: Cioletti, Nélson Amorim, Quintino e Kevin.

Treinador: Fernando Rego

Golos: Carlos Fortes (25’ e 81’), João Paredes (73’) e Aziz (87’).

Cartões Amarelos: Gabi (51’), Joni (61’), Hugo Reis (68’) e Paulo Amaral (88’ e 89’).

Cartão Vermelho: Paulo Amaral (89’).