FC Vizela vence Merelinense e reforça estatuto de líder

FC Vizela vence Merelinense e reforça estatuto de líder

Naquele que foi o segundo jogo consecutivo em casa, o FC Vizela avançou para o sexto triunfo consecutivo ao bater o Merelinense, por duas bolas sem resposta.

À semelhança da época anterior, não foi assim tão simples vencer a formação bracarense. O tento da confirmação do triunfo vizelense chegou já nos instantes finais da partida.

No regresso do treinador Carlos Cunha a uma casa que bem conhece, agora como adversário, o Merelinense foi uma equipa organizada, de resto, à sua imagem, daí que a tarefa vizelense, no que respeita ao seu processo ofensivo, tenha sido mais dificultada.

Ainda assim, a primeira parte pertenceu quase em exclusivo ao FC Vizela, pois teve sempre muito mais bola em seu poder que a turma forasteira.

O primeiro lance de algum perigo no jogo aconteceu logo ao primeiro minuto. Diaby entregou o esférico a Zé Valente para este rematar em jeito, à entrada da área.

Pouco depois, o Merelinense tentou responder de bola parada. Mário Mendonça, esquerdino que representou o FC Vizela em 2016/17, levantou ao primeiro poste, onde surgiu Zé Pedro para o cabeceamento, mas João Faria foi implacável no corte.

Aos 7’, agora noutras tarefas, o mesmo João Faria quase chegou a tempo de complementar da melhor maneira o livre estudado de Zé Valente.

Entretanto, numa das investidas do FC Vizela pelo lado direito, Correia protagonizou um bom trabalho, acabando derrubado por Ribeiro dentro da área. Grande penalidade indiscutível, que Zé Valente se encarregou de converter no primeiro golo do jogo, estavam cumpridos 17’.

A vantagem magra, mas preciosa, em momento algum satisfez este FC Vizela, à imagem do que se tem visto com o decorrer da época, pelo que, aos 22’, o 2-0 esteve iminente.

Destaque para a arte de bem cruzar do lateral-direito Rafael Viegas, com Fall a chegar atrasado uns milésimos de segundo ao toque final. Boa jogada dos vizelenses.

Nos instantes finais do primeiro tempo, o Merelinense procurou uma aproximação à baliza de Cajó, quase sempre em forma de lances de bola parada, todos eles resolvidos de forma eficaz pela defensiva azul e branca.

No reatamento, o Merelinense entrou mais atrevido e o jogo, sobretudo na primeira metade do segundo tempo, foi mais equilibrado.

Logo aos 48’, Zé Diogo deu o alerta das intenções forasteiras com um remate colocado, que Cajó agarrou com segurança.

Seguiram-se duas boas tentativas do FC Vizela, ambas por intermédio de André Soares. Primeiro, aos 49’, assistido por Kaká, o extremo rematou à meia volta às malhas laterais, depois, aos 51’, a cruzamento de Rafael Viegas, encheu o pé esquerdo para atirar ligeiramente por cima.

Era notória a vontade dos vizelenses em proporcionar mais festejos aos seus adeptos, mas tal pretensão esbarrou muitas vezes no forte sentido posicional do Merelinense.

A fechar o primeiro quarto de hora do recomeço, Fall recebeu uma bola de Zé Valente e rematou ao lado, seguindo-se Correia com um cabeceamento às mãos de Paulo Jorge.

Aos 70’, na cobrança de um livre descaído sobre o lado direito, Zé Valente atirou perto do poste e, logo a seguir, viu a sua equipa ficar reduzida a 10 unidades.

Diaby viu dois amarelos em poucos minutos, sendo que o primeiro foi uma decisão aparentemente exagerada do juiz portuense, Humberto Teixeira.

Da situação nasceu um livre perigoso para o Merelinense, com Fausto a levantar o esférico para o desvio de cabeça de Zé Pedro ao lado.

Não durou muito a inferioridade numérica dos vizelenses, já que, aos 76’, Ribeiro também recolheu às cabines mais cedo.

Rui Amorim apostou então na irreverência de Kuku. Uma aposta ganha porque, praticamente na primeira vez que tocou na bola, Kuku sentenciou o desafio com um remate rasteiro e colocado, que só parou no fundo das malhas. Transição simples com destaque para o excelente passe de André Soares a lançar o nigeriano para o êxito.

Já em tempo de compensação, o FC Vizela ficou muito perto de fazer o terceiro. Leandro Souza viu Paulo Jorge desviar instintivamente a bola da sua baliza, num lance que contou com a persistência de Kaká e ainda com uma tentativa de remate de Zé Valente.

No final, o público presente ovacionou o FC Vizela, que continua firme na sua caminhada, tendo alcançado a sua sexta vitória consecutiva. Três pontos que tiveram ainda mais sabor quando se soube do empate entre São Martinho e Trofense, o que lhe permitiu reforçar o estatuto de líder.

Passam a ser três e quatro, os pontos de vantagem sobre 2.º e 3.º classificado, respetivamente, a uma semana de viajar até Pedras Salgadas, onde o FC Vizela vai encontrar um adversário em franca recuperação e moralizado pelos recentes triunfos.

O jogo na região transmontana está marcado para as 15:00 horas do próximo domingo, dia 14 de Outubro.

 

FICHA DE JOGO

FC Vizela 2-0 Merelinense

Árbitro: Humberto Teixeira (AF Porto)

Assistentes: Vasco Sousa e Bernardino Sousa

FC Vizela: Cajó; Rafael Viegas, Weliton (C), João Faria e Kaká; Silla, Diaby, Zé Valente e André Soares (João Oliveira, 88’); Correia (Leandro Souza, 68’) e Fall (Kuku, 82’).

Suplentes não utilizados: Rafa, Igor Rocha, Aidara e Leandro Borges.

Treinador: Rui Amorim

Merelinense: Paulo Jorge; Zé Diogo, Cadú (C), Rapha e Ribeiro; Jacob, Jorge Chula, Tiago Morgado (Henrique Vieira, 60’) e Mário Mendonça (Diogo Torres, 60’); Fausto (Jorginho, 78’) e Zé Pedro.

Suplentes não utilizados: Igor Bissoloti, Beck, Luiz Alberto e Fábio Pimenta.

Treinador: Carlos Cunha

Golos: Zé Valente (17’, g. p.) e Kuku (85’).

Cartões Amarelos: Jacob (6’), Ribeiro (16’ e 76’), Fausto (18’), Weliton (62’), Diaby (67’ e 72’), Cadú (76’) e Henrique Vieira (90’).

Cartões Vermelhos: Diaby (72’) e Ribeiro (76’).