FC Vizela empata em Fafe no fecho da primeira fase

FC Vizela empata em Fafe no fecho da primeira fase

A formação de Rui Amorim terminou a primeira fase do Campeonato de Portugal com um empate a uma bola em Fafe, um resultado que assentou bem às duas melhores equipas da Série A.

Perante uma assistência de fazer roer de inveja muitos jogos de ligas superiores, sabia-se que um ponto serviria ao Fafe para acompanhar o FC Vizela na viagem ao play-off de subida.

Os vizelenses, apurados há duas rondas, não foram para cumprir calendário. Bem pelo contrário, na medida em que esta partida se revelou um excelente ensaio para os azuis e brancos.

Contudo, logo aos 3’, o Fafe dispôs de soberana oportunidade para marcar, através de uma grande penalidade discutível. Ficou a ideia de que Koffi chegou primeiro à bola e que João Fernandes procurou o contacto com o marfinense, mas o juiz escalabitano Rui Soares apontou mesmo para a marca dos 11 metros e foi aí que Rafa brilhou ao defender o remate de Joel Silva.

O mesmo Joel Silva procurou então vencer no segundo duelo travado com Rafa, aos 8’, só que o guarda-redes dos vizelenses, na linha do que foram as suas boas prestações anteriores, tapou todos os caminhos para o golo ao melhor marcador da Série A.

A resposta do FC Vizela não foi propriamente imediata, mas, gradualmente, os azuis e brancos passaram a ser donos e senhores do jogo, tendo a bola em seu poder a maior parte do tempo.

Aos 17’, esteve perto de acontecer o golo do campeonato. Tudo começou num belo passe de Leandro Borges para Vitinho, que obrigou Pedro Soares a sair da área para intercetar o esférico, só que este foi parar aos pés de Fall, que fez o passe para Zé Valente, de letra, atirar à baliza deserta. Quando parecia que a bola ia entrar, surgiu Ferrinho a aliviar sobre a linha de golo.

Nesta altura, o Fafe dava sinais de querer explorar apenas o erro vizelense, entregando o domínio da partida quase por completo ao emblema da Rainha das Termas.

À passagem da meia hora, novo momento de algum apuro para as hostes fafenses. Leandro Borges arrancou um excelente cruzamento, fazendo a bola tocar na barra, antes de Pedro Soares evitar que a mesma pudesse chegar para a recarga de Fall.

Posicionalmente bem colocados e a fazer a leitura certa do futebol fafense, a defensiva vizelense não permitiu veleidades ao adversário em matéria de jogo corrido. Daí que, o perigo junto à baliza de Rafa tenha surgido apenas de bola parada.

Foi o que aconteceu aos 35’, num livre bem perto da meia lua, praticamente em zona frontal, com Nené a cobrar o lance ligeiramente por cima do travessão.

Sobre o minuto 45, o FC Vizela causou mais um momento de frisson. Após um canto, uma bola cabeceada por João Faria sobrevoou toda a pequena área e, por pouco, Vitinho não chegou a tempo da finalização ao segundo poste.

Ao intervalo, o empate sem golos subsistia, mas se o FC Vizela fosse para o descanso na frente do marcador, não seria nenhuma anormalidade.

O segundo tempo começou praticamente com o golo do Fafe. Mais uma vez, o perigo nasceu de um livre, com Landinho a levantar o esférico para a conclusão oportuna de Paulo Monteiro, estavam cumpridos apenas dois minutos do reatamento. A bola terá sofrido ainda um ligeiro desvio antes de entrar, até porque o central fafense rematou de ângulo muito apertado.

Em vantagem, o Fafe não deixou a sua abordagem pragmática de lado. E o FC Vizela também não deixou de lutar pelo melhor resultado, voltando à carga nos momentos seguintes.

Zé Valente atirou ligeiramente por cima na cobrança de um livre direto, Vitinho rematou às malhas laterais, após interessante trabalho de Leandro Borges, e este último, bem solicitado por André Soares, cabeceou ao lado. Oportunidades para o FC Vizela aos 49’, 51’ e 56’, respetivamente.

Numa das escassas situações para o Fafe, João Fernandes ficou perto de fazer o segundo, depois de excelente passe de rutura de Joel Silva. O remate do fafense saiu por cima.

Logo a seguir, Pedro Soares tirou o “pão da boca” a André Soares com uma saída a punhos, quando este, recebendo um passe açucarado de Zé Valente, estaria pronto para marcar.

Rui Amorim queria reverter o resultado e prescindiu de um dos seus centrais (João Faria) para lançar mais um atacante (Leandro Souza) em jogo.

A aposta deu os seus frutos passados poucos minutos, sem antes João Oliveira ter sido precioso no corte, ao tirar a Nené a possibilidade de alvejar a baliza azul e branca.

Ora, apenas quatro minutos depois de saltar do banco, Leandro Souza apareceu no sítio certo a fazer a recarga vitoriosa a um primeiro remate de Weliton, com origem num livre lateral.

Festa nas hostes vizelenses e maior justiça no resultado. O Fafe continuava na rota do play-off de subida, pelo que a grande preocupação dos da casa foi fechar todos os caminhos para a sua baliza, pois o FC Vizela continuava a rondar a área contrária com vários homens.

No final, os milhares de adeptos fafenses fizeram a festa e o conjunto de Rui Amorim saiu com a consciência tranquila de ter deixado uma boa imagem do seu valor na globalidade do encontro.

Vem aí a fase das grandes decisões, que arranca no dia 25 e cujo sorteio está agendado para a próxima quinta-feira, dia 16, a partir das 16:00 horas.

Lusitânia de Lourosa, Vilafranquense e Casa Pia (ou Real SC), pois ainda decorre um processo que pode implicar mudanças quanto ao 2.º classificado da Série D, um deles estará no caminho do FC Vizela. Sporting de Espinho, União de Leiria e Praiense foram os restantes apurados.

 

FICHA DE JOGO

AD Fafe 1-1 FC Vizela

Local: Estádio Municipal de Fafe (Fafe)

Árbitro: Rui Soares (AF Santarém)

Assistentes: Pedro Gorjão e Filipe Lascas

AD Fafe: Pedro Soares; Chico, Paulo Monteiro, João Sousa e Tiago Nogueira (Marcelo Santos, 90’+3’); Júnior Franco, Landinho e João Fernandes; Nené, Joel Silva (Angola, 69’) e Ferrinho (C) (Luís Simão, 84’).

Suplentes não utilizados: Fred Fangueiro, Zé Oliveira, Hêndrio e Ângelo.

Treinador: Álvaro Pacheco

FC Vizela: Rafa (Hugo Silva, 90’); Koffi, Weliton (C), João Faria (Leandro Souza, 73’) e Igor Rocha; João Oliveira, André Soares, Zé Valente e Leandro Borges (Zag, 63’); Vitinho e Fall.

Suplentes não utilizados: Diaby, Kaká, Correia e Panin.

Treinador: Rui Amorim

Golos: Paulo Monteiro (47’) e Leandro Souza (77’).

Cartões Amarelos: Júnior Franco (37’), Koffi (74’), João Oliveira (78’) e Luís Simão (90’+1’).