Equipa principal regressou ao trabalho

Equipa principal regressou ao trabalho

Em pleno dia de São Bento, padroeiro de Vizela, o emblema da Rainha das Termas regressou ao trabalho com um plantel ainda em construção, mas próximo de ficar concluído.

Estão confirmados 22 atletas, sendo que cinco são regressos de jovens que estiveram cedidos por empréstimo (Musa, Sani, Okoli, Marcelo e Cann) a outras coletividades e seis são reforços.

Ericson (ex. Arouca), Landinho (ex. AD Fafe), Samu (ex. Boavista), Kiko Bondoso (ex. Lusitano FCV), Mendes (ex. Lusitânia de Lourosa) e Diogo Ribeiro (ex. Académica) são as “caras novas” do plantel, agora liderado pelo treinador Álvaro Pacheco.

Na conferência de imprensa que antecedeu o primeiro treino da época 2019/2020, Diogo Godinho, presidente da SAD, começou por esclarecer que “vários jogadores do anterior plantel não tinham contrato para este ano” e que, apesar dos “convites de renovação que foram feitos”, vários atletas entenderam dar continuidade às suas carreiras noutros emblemas.

Reconhecendo que “há ainda duas ou três posições para colmatar” no plantel, Diogo Godinho deixou a garantia de um grupo mais curto, pois, de acordo com o próprio, “um grande número de jogadores acaba por ser uma dor de cabeça para quem está a gerir a equipa”.

Sobre o campeonato, o responsável máximo da SAD identifica as equipas “B” de Braga e Vitória de Guimarães como as principais candidatas à subida de divisão, uma vez que considera que “têm as armas que mais ninguém tem”, isto num modelo competitivo “muito injusto”.

Ainda assim, Diogo Godinho garante que, mesmo não estando “obcecado com a subida”, o FC Vizela “entrará sempre para ganhar”, prometendo uma equipa que “lute, dê tudo e dignifique a Rainha que traz ao peito”.

Também Álvaro Pacheco, treinador que viajou de Fafe até Vizela neste defeso, na linha do discurso do presidente, projeta uma equipa “comprometida, determinada e corajosa”, que tenha capacidade de “em qualquer campo, jogar sempre para ganhar”.

Feliz por abraçar este novo projeto, Álvaro Pacheco elogiou a “organização” que encontrou no FC Vizela, promete “muito trabalho para superar os desafios” e apela à “envolvência e compromisso de todos” para que a nova temporada possa correr da melhor forma possível.