FC Vizela conquista vitória justíssima

FC Vizela conquista vitória justíssima

À terceira foi de vez. Depois de duas partidas nas quais o FC Vizela se adiantou no marcador, sem que daí tenha resultado a conquista de pontos, desta vez a história foi diferente.

Num encontro de fortes tradições, vizelenses e matosinhenses proporcionaram um duelo sempre competitivo, tão típico da Liga Portugal 2, que bem merecia a presença do público.

Matheus, de regresso após cumprir um jogo de suspensão, e Diogo Ribeiro, na frente de ataque, foram as duas alterações promovidas por Álvaro Pacheco em relação à partida de Arouca.

A dinâmica, essa, manteve-se intacta, destacando-se o forte sentido posicional dos vizelenses, o seu espírito de conquista e o maior volume e perigosidade das oportunidades criadas.

Os instantes iniciais foram, ainda assim, de alguma dificuldade. Logo aos 3’, o veterano Nenê, assistido por Avto, apareceu na pequena área a atirar por cima.

O mesmo Nenê voltou a ameaçar a baliza vizelense, aos 9’, mas Pedro Silva respondeu com boa intervenção, ficando praticamente por aqui as intenções do Leixões.

É que, a partir daí, o FC Vizela não deu qualquer margem ao adversário, exceto um lance de bola parada em que Nenê rematou forte por cima do travessão, perto da meia hora. Antes disso, já o capitão Zag havia testado o seu pontapé às malhas laterais.

À medida que o tempo foi passando, os vizelenses foram causando mais problemas à defensiva leixonense. Exemplo disso, o grande remate de Diogo Ribeiro, que saiu muito perto do poste.

Aos 42’, num excelente envolvimento coletivo do FC Vizela, Samu tabelou com Kiko Bondoso, enquadrou-se com a baliza e não deu qualquer hipótese ao antigo internacional Beto. Grande golo do centrocampista dos vizelenses a premiar a boa prestação da turma de Álvaro Pacheco.

Na etapa complementar, o Leixões surgiu com outra disposição tática, na tentativa de discutir o resultado, contudo, a maré de futebol vizelense foi demasiado forte.

O primeiro ensaio pertenceu a Cann, ele que, mais tarde, esteve na génese de nova situação clara para poder elevar a contagem. Diogo Ribeiro quase chegou ao esférico e, não fosse Brendon Lucas a salvar os matosinhenses, Samu teria feito o segundo na partida.

Para o FC Vizela, multiplicavam-se as oportunidades. Aos 60’, Diogo Ribeiro ficou muito perto do toque final, na sequência de um cruzamento de Koffi, sendo que o marfinense teve nos pés uma boa possibilidade, cinco minutos depois.

Aos 72’, destaque para um autêntico slalom de Matheus sobre o lado esquerdo, a servir Cann que, à entrada da área, falhou o alvo por pouco.

De resto, foi do mesmo Matheus o passe que lançou Koffi para uma enorme investida que só podia resultar em golo, aos 77’. Grande momento do lateral-direito do FC Vizela a romper pela área dentro e a rematar forte para o 2-0, materializando um golo muito festejado por toda a equipa.

Embalados, os vizelenses espreitaram o terceiro aos 80’. Cassiano resgatou uma bola sobre o lado esquerdo e obrigou Beto a defesa muito apertada.

Cann e Koffi também voltaram a tentar, antes de o Leixões apontar o seu tento de honra, por Nenê, quando estava praticamente esgotado o tempo de compensação.

Apesar da margem mínima, o triunfo do FC Vizela não sofre qualquer contestação e, em certa medida, até acaba por ser escasso, tal foi a superioridade evidenciada no segundo tempo.

No final do encontro, Álvaro Pacheco, sublinhou a justiça do resultado frente a um Leixões que valorizou o resultado: «É uma vitória justa. Queríamos muito ganhar. Foi um grande espetáculo, só foi pena não ter público», começou por dizer.

«Sou um treinador muito orgulhoso por estes campeões. Tenho um orgulho muito grande naquilo que estamos a construir», referiu Álvaro Pacheco, muito satisfeito com os seus jogadores.

Segue-se uma paragem de um fim-de-semana sem competição, no entanto, a atenção direciona-se já para o encontro da 3.ª eliminatória da Taça de Portugal, frente ao Boavista, marcado para as 20:00 horas do dia 22, dentro de duas semanas.

Já a Liga Portugal 2 regressa no final do mês com uma deslocação ao terreno do Estoril Praia.

 

Ficha Técnica

FC Vizela 2-1 Leixões SC

Local: Estádio do Futebol Clube de Vizela

Árbitro: João Gonçalves (AF Porto)

Assistentes: André Costa e Fábio Silva

4º Árbitro: Tiago Mota (AF Vila Real)

FC Vizela: Pedro Silva; Koffi, Matheus, Aidara e Kiki; Zag (C), Marcos Paulo e Samu (Okoli, 90’+2’); Cann (Cardozo, 90’+2’), Diogo Ribeiro (Cassiano, 75’) e Kiko Bondoso (Tavinho, 58’).

Suplentes: Ivo Gonçalves, André Soares, Mosevich, João Pedro e Ofori.

Treinador: Álvaro Pacheco

Leixões SC: Beto (C); Edu Machado (Belkheir, 61’), Pedro Pinto, Brendon Lucas e Rafael Furlan; Christophe (Paulo Machado, 78’), Jota Garcês (Rui Pedro, 45’) e Joca (Bruno Monteiro, 66’); Jefferson Encada, Nenê e Avto (Jota Silva, 61’).

Suplentes: Stefanovic, Sapara, Rucker e Seck.

Treinador: João Eusébio

Golos: Samu (42’), Koffi (77’) e Nenê (90’+5’).

Cartões Amarelos: Matheus (27’), Koffi (36’) e Pedro Pinto (89’).