Álvaro Pacheco: “O que faltou? Um centímetro…”

Álvaro Pacheco: “O que faltou? Um centímetro…”

GOLO ANULADO: “Falhou a vitória por um centímetro. Faz parte do jogo, mas este já é o quarto golo anulado ao FC Vizela. Em Guimarães foi por 14 e 12 centímetros, hoje por um centímetro, se calhar o próximo é um centímetro mas para nós. Penso que estragar aquilo que é mais importante no jogo, que é o golo, por um centímetro, não devia acontecer. Devia rever-se, talvez haver uma margem, de forma a valorizar o espetáculo. Em Guimarães anularam um golo pelo rabo do meu jogador.”

ANÁLISE AO JOGO: “Hoje estiveram aqui duas excelentes equipas, que jogaram para ganhar. O empate pode aceitar-se, mas penso que a vitória nos assentava melhor, pelas oportunidades que criámos. E deixem que realce este número: 40 remates num jogo de futebol, diz muito sobre as duas equipas. Fomos melhores na primeira parte e ao intervalo podíamos estar a ganhar por mais. Na segunda parte foi mais equilibrado, mas mesmo assim tivemos oportunidades para aumentar a vantagem. Mesmo depois do Gil chegar ao empate, a melhor oportunidade é nossa, já no tempo extra.”

MARCOS PAULO: “Sou um privilegiado por ter um grupo de jogadores com um carácter muito grande. O Marcos é um deles, é um grande profissional e uma pessoa super dedicada. A entrega e a determinação que passa para os mais novos faz dele um um exemplo. É um exemplo do que é um jogador à Vizela. O mais importante é o carácter dos meus jogadores. Para estar no FC Vizela tem de ser assim.”

GOLOS SOFRIDOS: “Tentei passar a mensagem e o posicionamento de que era importante fechar os corredores e as linhas de passe. Mas o Gil Vicente teve mérito. Nós chegámos agora à I Liga e estamos a passar por estes momentos.”

ADEPTOS: “Estamos a mostrar ao país e à I Liga quem são os adeptos do FC Vizela. Hoje foram fantásticos, deram um grande apoio e mostraram esta comunhão entre equipa, clube, cidade e massa associativa. São apaixonados, como nós somos, e queremos dar-lhes um grande abraço pelo apoio que nos deram. Queremos manter esta sintonia e faço questão de lhes agradecer. Um dos objetivos que temos é trazer mais adeptos para a família Vizela e que, quem não é de Vizela, se apaixone pela forma de jogar e de estar desta equipa.”